10 dicas para tocar violão com boa técnica

Eu aprendi a tocar violão sozinho e admito que isso resultou na aprendizagem de alguns hábitos muito ruins que são difíceis de se livrar. Por isso resolvi escrever 10 dicas para te ajudar a estudar o violão com boa técnica.

O problema comum dos iniciantes em violão é a impaciência – esses livros e sites de instruções insistem em que você leve as coisas devagar, concentre-se no básico e faça as coisas desde o início, enquanto você deseja a arrasar nos solos e fazer improvisos com todos os tipos de acordes em… oh, apenas algumas semanas.

Se você acompanha algum dos melhores tocadores do mundo, independentemente de tocar músicas clássicas ou rock pesado, perceberá que todos eles têm uma coisa em comum – boa técnica, o que significa que estão aplicando corretamente todos os requisitos básicos para tocar violão de verdade. Dê uma olhada em alguém como Yamandu Costa (ao vivo reloaded session 05). Claro, nas primeiras impressões, ele vai assustar sua avó, mas veja a mão esquerda dele. Os solos empolgantes e progressões de acordes surgem naturalmente tudo porque Yamandu aprendeu a tocar violão com boa técnica desde o início. A boa técnica, em última análise, é a melhor e mais eficiente maneira de tocar; é colocar as mãos e os dedos no lugar certo, na hora certa.

Aqui estão minhas 10 melhores dicas para aprender a tocar violão com boa técnica. Alguns deles são meio óbvios, enquanto outros são o resultado de uma longa experiência. Espero que eles ajudem. A propósito, vamos assumir que você é destro. Canhotos podem fazer o ajuste óbvio (se desejar).

1- Evite o aperto da mão esquerda

TOCAR VIOLÃO COM APERTO DE MORTE

Quando você começa a tocar, imediatamente descobre que pressionar as cordas contra o braço da guitarra é um trabalho árduo, machuca os dedos e faz o pulso doer. A maneira natural de combater isso é enganchar o polegar sobre a parte superior do braço da guitarra para obter alavancagem, o que inadvertidamente faz com que você pressione mais as cordas com a ponta plana do dedo (onde está a impressão digital) e não com a ponta do dedo.
Isso às vezes é chamado de “ aperto de morte ”, porque você apertando forte a parte de trás do braço do violão com a base do polegar restringindo o alcance dos dedos. 

A técnica adequada é colocar o polegar (e não a base dele) na parte de trás do braço do violão. Isso força sua mão a usar as pontas dos dedos, o que é muito melhor e mais preciso quando se trata de tocar apenas as notas que você deseja sem silenciar acidentalmente as cordas adjacentes. 

O problema é seu pulso não ter força. No começo é difícil, mas não desista e mantenha essa prática e você verá os benefícios mais adiante. Lembre-se, polegar na parte de trás do pescoço.

2 – Ensaie em pé e sentado

TOCAR VIOLÃO EM PÉ

Ok, as coisas já são difíceis o suficiente praticando sentado e agora pedir para praticar em pé ou andando parece muito castigo. O importante é que, se você vai levar esse sonho até o fim, um dia estará em pé na frente da multidão. Tocar com o violão pendurado no ombro é uma postura muito diferente de se sentar.

Em uma cadeira, você tende a se curvar e tentar ver o que suas mãos estão fazendo (outro mau hábito que você deve evitar). Então, quando você está de pé, tudo muda. Experimente e você verá o que quero dizer. Para começar você achará muito mais difícil ver sua mão esquerda. Certifique-se de ter uma boa correia, ajuste-a para um comprimento confortável (não deixe o violão na altura dos joelhos – parece legal, mas é uma porcaria de tocar) e pratique regularmente enquanto estiver em pé.

3 – Não há necessidade de velocidade

Nunca se preocupe em aprender a tocar rápido. Realmente, não faça isso. A boa técnica consiste em dedilhar com precisão e tocar sempre as notas certas, especialmente quando se trata de escalas e tocar acordes com pestanas. Concentre-se em dedilhados precisos. A verdade é que aprender a tocar corretamente com o andamento certo vem por si só com o tempo. 

O maior obstáculo em tocar rápido é a má técnica . Aprenda uma boa técnica e o dedilhado rápido será um bônus da prática constante. Leve o tempo que precisar, mas toque devagar quando estiver aprendendo uma nova lição. 

4 – Sempre use dedilhado correto

TOCAR VIOLÃO COM DEDILHADO CERTO

Ao longo dos séculos em que o violão é tocado, os especialistas descobriram há muito tempo a melhor maneira de tocar certos acordes e escalas, o que significa que dedos devem estar tocando corretamente no braço do violão.

Ocasionalmente, você pode descobrir uma maneira mais fácil de tocar – você é um gênio musical e nunca soube disso. Não fique tentado. O dedilhado correto não é apenas tocar esse acorde ou escala adequadamente. A adição de variações também é considerada, como sétimas e nonas, e seu estilo personalizado de tocar um acorde pode provar que essas variações não podem ser tocadas de qualquer jeito (sim, essa é uma das coisas que aprendi da maneira mais difícil). 

Preste muita atenção ao dedilhado correto de um acorde e à posição da sua mão no braço da escala para escalas. 

DICIONÁRIO DE VIOLÃO - COMPRE AGORA

5 – Ensaio silencioso

Você sabia que pode assistir seu programa de TV favorito enquanto imagina estar praticando? Sim, você pode ter muitos resultados segurando o violão e trocando constantemente de um acorde para outro ou tocando escalas sem tocar as cordas com a mão direita. O que você está fazendo é treinar sua mão esquerda. A boa técnica vem da prática constante. Mas lembre-se, o polegar na posição certa na parte de trás do braço do violão.

6 – Use um metrônomo!

Tocar com marcação do metrônomo é realmente difícil no começo, mas as vantagens mais tarde são imensuráveis. Quando mais cedo você aprender a usar um metrônomo mais rapidamente seu senso de ritmo e tempo irá desenvolver. 

No entanto, não se preocupe demais. Comece com as batidas por minuto (BPM) para algo muito lento. A idéia é se acostumar a tocar no tempo e em um ritmo constante. Não apresse, isso é o custo da aprendizagem com técnica. A propósito, você encontrará muitos aplicativos de metrônomo na internet. 

Outra dica interessante é você tentar (depois de treinar lentamente os acordes) acompanhar um vídeo ou música que você goste. Eu deixei aqui no site uma sugestão interessante sobre esse assunto que pode te ajudar: 4 SUPERDICAS PARA COMEÇAR A TOCAR VIOLÃO E TECLADO NA IGREJA.

7 – Não evite acordes difíceis

TOCAR VIOLÃO COM PESTANA

Algumas pessoas que estão iniciando no violão evitam por tudo os acordes com pestanas. Comigo também não foi diferente. Logo cedo aprendi que todo acorde com pestana pode ser substituído por posições sem pestanas e isso você pode comprovar com nosso DICIONÁRIO DE ACORDES PARA VIOLÃO. Quando conheci o capotraste a coisa ficou mais interessante ainda.

Mas não vá por esse caminho! Uma hora ou outra tive que entender que aprender a tocar acordes com pestanas era inevitável.  Por isso, procure gastar mais tempo e energia no aperfeiçoamento de acordes complicados; caso contrário, você irá criar uma barreira mental para tocar pelo resto dos seus dias.

8 – Seja disciplinado com sua prática

Nada é melhor do que colocar as mãos no violão regularmente e praticar as lições mais recentes. Mesmo que seja apenas por dez minutos em um dia em que você está ocupado demais. A boa técnica vem da sua mente e dos seus dedos, lembrando-se de como tudo deve funcionar, principalmente quando se trata de dedilhados complicados. 

Tente reservar algum tempo todos os dias e desenvolva bons hábitos de estudo. A constância também ajudará a criar calos na ponta dos dedos.

9 – Faça uma pausa e ouça música

Quando seus músculos começarem a ranger e as pontas dos dedos doerem, faça uma pausa e relaxe um pouco. Você pode facilmente tensionar algum músculo e danificar tendões e ligamentos se ignorar os sinais de perigo de que precisa descansar.

10 – Não esqueça sua prática da mão direita

TOCAR VIOLÃO COM A MÃO DIREITA

Às vezes é bom simplesmente silenciar as cordas com a mão esquerda e praticar a criação de um ritmo percussivo com a mão direita. 

Como alternativa, escolha um acorde fácil (ou nenhum acorde) e concentre-se por um tempo em qualquer estilo rítmico que estiver aprendendo. O ponto é que nos preocupamos tanto com a mão esquerda que nos esquecemos na importância de treinar a mão direita com a mesma atenção. Não esqueça que aprender a tocar violão é um negócio de duas mãos.

DICIONÁRIO DE ACORDES PARA VIOLÃO - SAIBA MAIS

Aí está. Como eu disse anteriormente, muitas dessas dicas são óbvias e de bom senso, mas muitos novos tocadores ainda cometem erros simples ao calor do entusiasmo. Execute o básico corretamente, a técnica adequada acontecerá e você será um ótimo tocador, e não apenas um bom.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *